16.9.10

Loucos de Lisboa...


 
Hoje na paragem de autocarro um velhote sorriu muito para mim e estendeu a mão para me cumprimentar. Não o conhecia de lado nenhum... mas dada a insistência lá cumprimentei . Depois veio tocar-me no braço e a babar-se literalmente (…ai ai ai a minha vida...) e perguntar se eu ia no Autocarro 7. Disse que não, apesar de ser uma das possibilidades. …Mas já estava a ver a minha vida a andar para trás, que o senhor não me ia largar. Saí um pouco da paragem, pus os phones e a coisa acabou por aqui. No entanto, podia não ter acabado… Por um lado, tenho pena dos velhotes com perturbações mentais, por outro tenho algum receio. Enfim…

3 comentários:

MAG disse...

Eu às vezes também tenho pena, mas outras abusam. Do genéro de numa loja me terem agarrado e me terem dito: "Há quanto tempo!" ao mesmo tempo que me davem 2 beijinhos na cara. Fiquei com ideia de que era um velho tarado e sai de lá a correr. Vê-se com cada coisa!!

krasiva disse...

Fiquei meio aparvalhada sem saber que fazer. enfim... Mas a tua ainda é pior...lolbjs

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Sentem falta de convívio... e nós sentimos medo, como te compreendo.