28.9.15

Finanças e dúvidas existenciais...




A semana passada pedi uma senha para o site das Finanças, para a minha filha... parece que temos de ir lá conferir as faturas que são passadas com o NIF dela. A miúda nascer já como contribuinte até já me habituei... o que foi mais perturbador foram as perguntas que as Finanças fazem em caso de não me lembrar da password.

- Qual o seu livro preferido?
- Qual o seu filme preferido?
- Qual a sua música preferida?
- Qual a sua cor preferida?
- Qual a sua peça preferida?
- Qual a sua série televisiva preferida?
- Qual o seu destino de férias preferido?

Ora, fiquei angustiada porque nunca fui boa para responder a este tipo de perguntas.

Não consigo escolher só uma hipótese. É que que não tenho só um livro preferido, ou o meu filme preferido hoje pode não ser o mesmo amanhã, e as séries, depende do que está a passar no momento na televisão...

De certeza que nunca irei recuperar esta password.

Seria pedir demais colocarem aquelas questões que não mudam, tipo:

- Qual a terra onde nasceste?
- Qual o mês de nascimento do teu pai?

...


Obrigada

21.9.15

despedida do Verão?


E ontem foi o melhor dia de Verão que tive este ano... calor sem exagero, praia sem vento, água mais quentinha que o habitual.

Fonte da Telha

Deve ser para servir de despedida à época balnear... é que esta semana já começa o Outono.

18.9.15

Les Voyageurs...

Descobri recentemente o trabalho do artista francês Bruno Catalano e fiquei apaixonada principalmente pela coleção de esculturas de bronze "Les Voyageurs".


São tão bonitas e tão simbólicas...que me emociono só de ver em fotografia.




15.9.15

Unbelievable...








Não estou a acreditar que os líderes europeus ainda não decidiram o futuro dos milhares de refugiados que chegaram à Europa. Nova reunião marcada para amanhã? Não!!!!! Para dia 8 de outubro!
Surreal...


14.9.15

Coisas que irritam...pessoas superorganizadas

Li esta crónica a semana passada no jornal e é tão boa que tenho de publicar. 


11.9.15

Há dias assim...




 Há uns tempos estava a filosofar sobre a passagem dos dias e uma amiga falou-me de um livro infantil, que o filho tinha, que se chamava "Um livro para todos os dias".

Um dia destes encontrei-o numa livraria e fiquei rendida, teve de vir comigo para casa. E não, não é para a minha filha, é mesmo para mim.

É tão, tão simples mas tão terapêutico e delicioso, que ganhou um lugar permanente na minha mesa de cabeceira. Passou a ser a minha Bíblia, um balão de oxigénio para os dias difíceis.




 

"Há dias tão grandes que parecem um mês inteiro. Há dias que passam num abrir e fechar de olhos.

Há dias para esquecer. Há dias para lembrar.

Há dias simples. Há dias, meu Deus, que são uma confusão.

Há dias em que só pensamos no futuro. E dias em que temos saudades de quase tudo.

Há dias reais. Dias irreais. E dias surreais. (...)
Há dias e dias. E dias que não são dias.

Há dias que deviam durar para sempre.

Há dias que já lá vão. Há dias que nunca mais chegam.

Há dias em que contamos os dias para as férias. (...)"

9.9.15

O elefante que é um cão...







 Não consigo convencer a minha filha de quase dois anos, que o animal que aparece nesta imagem é um elefante.

Para ela é um cão e não há volta a dar.

 Já tentei de todas as maneiras...imagens, vídeos, canções, sons de animais, peluches e até já fomos ao Jardim Zoológico.

Rendo-me. Até eu já acredito que é mesmo um cão.



8.9.15

Momento de serviço público...para quem pensa viajar


Descobri há pouco tempo um site muito interessante ao nível da programação das viagens.




Em vez de andarmos a ver as viagens no Edreams ou nos diferentes sites das companhias áreas e depois no Booking para ver o alojamento, e andar a fazer continhas de tudo para ver quanto dá no total, e depois apanhar a desilusão de que afinal sai fora do orçamento, há um site que agrega tudo isso.

O Tripaya torna essa tarefa bem mais fácil. Basta colocar a origem, as datas de ida e volta, o tipo de viagem que pretende (praia, neve, romance, etc.) e, o ponto realmente diferenciador deste site, é que se coloca o valor máximo que se está disposto a pagar . Em poucos segundos, o site aponta no mapa os diferentes locais possíveis com o valor que temos.

Ainda não comprei efetivamente viagens neste site, por isso não sei se realmente na prática o serviço é bom, mas acho a ideia fantástica e de vez em quando vou lá dar uma vista de olhos.  Parece que "Bruges" é um bom destino para mim e eu nunca tinha pensado nisso.

Vantagem: é gratuito.

Inconveniente: é só para a Europa por enquanto.

Curiosidade: foi criado por quatro jovens portugueses.


7.9.15

Recomeçar...




Deve ser por ser início de setembro, sensação de novo ano, que vários blogues que costumava ler há anos ou meses atrás parece que ressuscitaram, tal como o meu. Bem-vindos de volta...espero que tenhamos todas energia para andarmos por cá mais uns tempos.

3.9.15

a espera mata...



Está-me a fazer espécie a demora que a UE está a ter para reunir e arranjar uma solução conjunta. Reunião só dia 14 de setembro, com as centenas de mortes por dia e os milhares de refugiados a chegar?

Será que não acham que é grave? Haverá assunto mais importante neste momento?

Depois os governos de cada país em vez de se organizarem, ficam à espera de diretrizes, tudo supermoroso.

O que vale ainda é que temos uma sociedade civil que é rápida a responder e se está a organizar. Abençoada. Têm todo o meu apoio, farei o que tiver ao meu alcance para ajudar.


2.9.15

Custa tanto voltar ao trabalhooooo...








Voltei ao trabalho a semana passada mas ontem tive de tirar o dia de férias. Hoje custou-me 1000 vezes mais voltar ao trabalho. Em agosto, como estava tudo calmo e quase toda a gente de férias foi um regresso tranquilo. No entanto hoje, não sei de é por ser início de setembro, uma espécie de início de “ano letivo” laboral que está a dar-me uma ansiedade enorme. 

Contudo, parece que é normal, disseram-me que até há tipo um “síndrome pós-férias”, em que os sintomas são insónia, irritabilidade, ansiedade, falta de concentração. Devo estar mesmo a sofrer deve síndrome.
Passei o ano todo a sonhar com as férias, fiz sacrifícios durante o ano a pensar que depois aproveitaria as férias em grande. Contudo, isso não aconteceu. Este ano as minhas não foram grande coisa, não fiz nada de diferente, não aprendi nada de novo (e pelo caminho a minha filhota ainda apanhou varicela), então fiquei com a sensação que não  foram férias mas mais um fim de semana prolongado…o que também não está ajudar neste regresso.

Só espero que esta sensação não dure muito tempo.