4.7.11

Interrupções vs. Produtividade



No local de trabalho, um trabalhador regular é em média interrompido a cada 8 minutos, ou aproximadamente 7 vezes por hora o que significa 50 a 60 vezes por dia. A média de cada interrupção é de 5 minutos o que totaliza 4 horas ou 50% do dia de trabalho. 80% destas interrupções são classificadas como sendo de pouco valor ou desnecessárias, criando aproximadamente 3 horas de tempo perdido por dia.

Vi este estudo apresentado por um sociólogo num programa da SIC. Tenho a dizer que quem provoca mais interrupções ao meu trabalho é a minha chefe, diria aí por volta dos 80 %, ou seja, é ela que me dá cabo da produtividade. Nem sei se é de 8 em 8 minutos, nunca cronometrei, mas deve andar lá perto.

4 comentários:

Manuela disse...

Querida Krasiva, estou perplexa!! Ainda para mais, sendo pela tua chefe ;)

Ana Sousa disse...

50% do dia também não será exagero? Agora fizeste-me rir porque também já tive uma chefe (que chegava tarde e saia cedo) que passava a vida a desviar-nos do objectivo, nem que fosse para lhe comprar uma coca-cola (light, que com a linha não se brinca). **

krasiva disse...

É possível o exagero...tínhamos sempre de ver a ficha técnica destes estudos, que sabe-se lá como são feitos e a que realidades.

Mike disse...

O problema da produtividade não são (exclusivamente) os empregados, mas sim os seus chefes que não percebem nada de, acima de tudo, liderar... :)