1.11.10

Pão por Deus...



Recordações da terrinha…
Chegava o 1 de Novembro e lá íamos em grupos de miúdos de casa em casa pedir o “Pão por Deus”…versão portuguesa mais católica do “Trick-or-treating” americano. Quando não nos davam nada, não fazíamos travessuras, só rogávamos uma praga internamente.
Gostávamos era de receber dinheiro…pronto… doces também aceitávamos com um sorriso…mas depois havia quem desse nozes, bolos dos santos…castanhas…. 
Eu costumava levar dois sacos (como o da imagem), um pequeno para as moedas e outro grande para tudo o resto.
Gostávamos particularmente de ir aos poucos prédios que havia porque rendiam mais, no mesmo sítio era uma data de casas. Isto era tudo feito numa manhã…porque quando chegava a hora da missa tínhamos de dar por encerrada a recolha. Rendia mais quando passavas por casa de familiares ou amigos… Isto também fazia que no mesmo grupo nos dessem coisas/quantias diferentes… o que por um lado era injusto.
Chegava a uma certa idade e socialmente começávamos a ser censurados… no ano que começasses a ouvir – “ tu não és já muito grande para isto”, era o ano final, sabias que para o próximo já não devias ir.
Assim tínhamos um mealheiro, e gastávamos onde quiséssemos… não me lembro quanto rendia na altura… não devia ser muito, mas acho que dava para as nossas coisas.
Lembro-me de ter colegas de escola mais pobres e esses levavam mesmo a sério esse dia, faziam o máximo de casas possíveis…porque realmente a eles esse dinheiro fazia falta.
Bom dia de todos os santos (agora ficou a apetecer umas broas...)

5 comentários:

sabi disse...

Na zona de Coimbra, no dia 31, cantam-se os bolinhos e bolinhós... ate falei disso ontem, no meu blog :)

MAG disse...

Caramba! Abriste-me os olhos a muita coisa. Eu cresci num sitío onde não se fazia nada disso e no máximo ouvi falar do pão por Deus nas aulas do Wall Strett em que uma das colegas referiu o assunto (mas tinha ido pedir à tarde no Alentejo).
Agora que fui viver com o meu namorado, realmente a partir das 8h da matina lá nos vão bater à porta, mas nunca tinha percebido porque iam sempre de manhã. Como no primeiro ano nos vandalizaram o prédio (grafittis e riscaram as campainhas) levava a coisa um pouco a mal. Agora começo a pensar nas coisas de outra maneira. Obrigado e Bjs

sentaqui disse...

Ao ler este teu post recuei uns bons aninhos, revi-me em todos os momentos que descreves. Saudades!

Beijinhos

Rogério Maciel disse...

Desculpe amiga , mas o Pão-por-D~eus , não é versão de nada , nem muito mênos de uma americanisse mundana e ridícula ...
O Pão-por-Dêus é uma Tradição Portuguêsa antiquíssima ,´vinda dos tempos pagãos(sem ofensa) e Cristianizada . Tem na nossa Memória um significado Sagrado , embora com Alegria e Simplicidade , mas Sagrado .
Mas bem haja por colocar êste assunto .Há que preservar a Tradição de Portugal que é a nossa Alma .Muito obrigado.

Um Abraço Lusitâno

Rogério Maciel disse...

Desculpe amiga , mas o Pão-por-Dêus , não é versão de nada , nem muito mênos de uma americanisse mundana e ridícula ...
O Pão-por-Dêus é uma Tradição Portuguêsa antiquíssima ,´vinda dos tempos pagãos(sem ofensa) e Cristianizada . Tem na nossa Memória um significado Sagrado , embora com Alegria e Simplicidade , mas Sagrado .
Mas bem haja por colocar êste assunto .Há que preservar a Tradição de Portugal que é a nossa Alma .Muito obrigado.

Um Abraço Lusitâno