7 mil milhões de Outros


7 mil milhões de Outros é uma vídeo-exposição que está em exibição no Museu da Electricidade, em Lisboa, até ao próximo dia 8 de fevereiro.

Fui esta semana e adorei, foi das mais bonitas exposições que já vi porque é um retrato emotivo da humanidade, das nossas vidas, sonhos e pensamentos, daquilo que nos une apesar das diferenças culturais, sociais e económicas. Na verdade, é mais o que nos aproxima do que o nos separa.


Esta exposição convida, acima de tudo, à reflexão. Acabei por não ver os videos todos porque não tinha muito tempo mas apetecia mesmo era trazê-los para casa e ir vendo de vez em quando e ir tirando notas. E alguns estão mesmo disponíveis online: http://www.7billionothers.org/pt/thematic-voices


Foram filmadas 6.000 pessoas, em 84 países, que respoderam a 45 perguntas essenciais sobre a vida. De um pescador brasileiro a um sapateiro chinês, de um artista alemão a um agricultor afegão, todos responderam às mesmas perguntas sobre os seus medos, sonhos, problemas, esperanças: O que é que aprendeu com os seus pais? O que deseja transmitir aos seus filhos? Por que circunstâncias
difíceis já passou? O que é que o amor representa para si? Qual o sentido da vida?

A exposição está dividida por temas:
1.Família → 2. Primeiras lembranças →3. Sonhos de Infância → 4. Sonhos e Renúncias → 5. Desafios da vida  → 6. Histórias de Amor → 7. Fazer o amor durar → 8. Lágrimas → 9. Medos → 10. Testemunhas do clima → 11. Pobreza  → 12. Deus → 13. Raivas → 14. Perdoar → 15. Sentido da Vida →
16. Felicidade→17. Homens/Mulheres → 18. “Portugueses”.


Há coisas maravilhosas como:

- " A felicidade é ver crescer os meus pessegueiros e crescer com eles."

 - " O amor é como um ovo. Se o apertamos muito ele parte-se, e se o deixamos livre também, há que cuidar com um certo equilibrio"

- " A família é ao mesmo tempo segurança e prisão"


E realidades tão agressivas como miúdas que foram obrigadas a casar aos 10, gente a passar fome e a trabalhar em lixeiras, e por aí fora. Mas depois há histórias de amor, de perdão, de amizade, de esperança.

Recomendo, não percam!


Comentários

Catarina disse…
Lá está uma desvantagem de viver aqui na Beira, fico longe destas exposições :(
Parece bem interessante e complexa. Vou pelo menos ver os videos, já que não posso ir ao Museu da electricidade.
Boa semana!

Mensagens populares deste blogue

E viva o 25 de Abril...

"Pessoas com vidas interessantes não têm fricote"

Calendário islâmico...