31.10.11

O mesmo dia, muitas tradições


Muitas culturas, ao redor do mundo, têm tradições similares. Por exemplo, em muitas existe um dia especial para se visitarem as sepulturas dos familiares falecidos.



Os celtas costumavam comemorar o Dia de Ano Novo a 1 de Novembro. Para eles era o fim do Verão e das colheitas e o início do Inverno. Era nesta altura do ano que a população celta sofria mais mortes, por causa do tempo. Assim, os druidas acreditavam que a noite de 31 de Outubro era uma espécie de abertura da passagem entre a vida e a morte, em que se pensava que à noite os fantasmas do mundo da morte andavam à solta na Terra em busca de alimento. Essa noite era chamada de Samhain”.

Alguns séculos mais tarde, a influência do Cristianismo espalhou-se pelas terras celtas e no início do século VII, o Papa Bonifácio IV designou o dia 1 de Novembro como "O Dia de Todos os Santos". No século X, a Igreja Católica dedicou o dia 2 de Novembro às almas, em memória de todos os falecidos.

A Igreja Ortodoxa celebra esta festividade no primeiro domingo depois do Pentecostes, fechando a época litúrgica da Páscoa. Na Igreja Luterana o dia é celebrado principalmente para lembrar que todas as pessoas  que faleceram no ano que passou.

Em Portugal, no dia 1 de Novembro, mais no meio rural, as crianças costumavam andar de porta em porta a pedir o “Pão por Deus” e recebiam doces, bolinhos, frutos secos e dinheiro. No dia 2 de Novembro, as pessoas costumam ir aos cemitérios limpar as campas, colocar flores e velas e rezar pelos familiares falecidos.

Nos países anglo-saxónicos, como os EUA, comemora-se o Halloween, que se pensa que tenha como base as celebrações dos antigos povos pagãos, embora só tenha restado a alusão aos mortos. Na celebração actual do Halloween, as crianças mascaram-se de bruxas, vampiros, fantasmas e monstros, visitam as casas com a famosa frase trick or treat” (doce ou travessura). Como tudo que é americano, esta tradição propagou-se por todo o mundo...no comments.

No México, o Dia dos Mortos é uma celebração de origem indígena, que honra os defuntos no dia 2 de Novembro. As origens da celebração no México são anteriores à chegada dos espanhóis, dado que há relatos que os astecas e maias já praticavam este culto. É uma das festas mexicanas mais animadas, pois, segundo dizem, os mortos vêm visitar os seus parentes. É festejada com comida, bolos, festa, música e os doces preferidos dos mortos. A UNESCO declarou esta festividade como Património da Humanidade.

Segundo a Wikipedia, há ainda o:
- Bom Odori, um feriado budista japonês em honra aos ancestrais mortos. Este festival tornou-se uma reunião familiar, na qual as pessoas dos grandes centros voltam às suas cidades de origem para visitar e limpar as sepulturas de seus ancestrais.

- o Festival de Ching Ming é um festival tradicional chinês que acontece normalmente por volta de 5 de Abril. Juntamente com o Festival do Duplo Nove, é uma época em que os chineses cuidam dos túmulos de seus ancestrais. Além do que, pela tradição chinesa, o sétimo mês no calendário chinês é chamado de mês fantasma, no qual os fantasmas e espíritos saem do além para visitar a terra.

E claro deve haver ainda muito mais tradições por aí....

2 comentários:

Analog Girl disse...

Hoje fiz uma pequena homenagem aos "meus" mortos, quando acordei pensei neles todos um por um e agradeci o papel que tiveram na minha vida e o que me ensinaram.
Acho que acabei de criar uma tradição pessoal :)

(adorava assistir às celebrações do dia dos mortos no México, deve ser qualquer coisa incrível)

Teen.Tação disse...

tinha muita coisa que eu não sabia e fiquei sabendo aqui e agora *-*

amei!


seguindo!

Participa do sorteio de um corselet que vamos sortear aqui no blog em parceria com a Sonhos Noivas! #TodasGrita

http://teentacao.blogspot.com

Bjo Flor!