24.8.11

Realismo mágico...



Durante uns tempos tive um bocado paranóia com a Isabel Allende, isso nota-se nas minhas prateleiras em que há uma data de livros dela. Depois houve uns tempos que cansei e desliguei. Entretanto estas férias precisava de um livro magrinho para levar na mochila e peguei n' "O meu país inventado". Como a minha memória é péssima, passado uns anos posso reler um livro que é quase como se fosse a primeira vez.
Li num ápice.O Chile já faz parte do meu imaginário há algum tempo...mas agora com a descrição de mitos, estereótipos e características dos chilenos ainda aumentou mais. Os chilenos parecem portugueses, pelo modo como a autora os descreve...ou então somos realmente todos parecidos em todo o mundo.  Irei fazer um post posterior com alguma das pérolas para perceberem o que digo.

Isto tudo para dizer que voltou o meu interesse por este realismo mágico literário sul-americano.
Um dia, quando fizer a minha viagem de sonho à América Latina, acho que o roteiro vai ser pelos locais mencionados na literatura que me vem acompanhando. Tenho de ir obrigatoriamente ao Chile de Isabel Allende e Pablo Neruda, à Colômbia do Gabriel Garcia Marquez, ao Peru de Mario Vargas Llosa e ao México de Frida Khalo (não é escritora mas também construiu um pedacinho do meu imaginário).

3 comentários:

cycle disse...

Ando com um voucher na carteira há imenso tempo e não sei que autor hei-de escolher. É uma ideia...

MAG disse...

É engraçado que também gosto dos mesmos autores:) Mais do Gabriel Garcia Marquez que dos restantes, mas ainda assim também adorava conehcer esses países:)
Bjs

Manuela disse...

Querida Krasiva, que óptima ideia de um roteiro de escritores pela América Latina, tal como se faz aqui no Norte com Eça de Queiroz ou Camilo Castelo Branco. :)