Balanço de 2014





Final do ano e fazemos todos o balanço do ano que passou e começamos a formular objetivos para o ano seguinte. É apenas a continuação do calendário mas acaba por ser a renovação da esperança, que nos dá alento e energia para os meses seguintes, para enfrentarmos a rotina durante mais uns tempos, com o sonho de novas oportunidades.

Tive pena de na última passagem de ano não ter escrito os objetivos de 2014, era muito mais fácil fazer o balanço agora. 

As melhores coisas do ano são sempre aquelas que não se previram. No entanto, é bom tem um ponto de partida e ficar contente com as pequenas coisas que conseguimos.
   
Passei os quatro primeiros meses do ano, em casa, de licença de maternidade, a cuidar da minha bebé. Excelente tempo em família. O ideal seria mesmo trabalhar em part-time para aproveitar o melhor dos dois mundos. Andei grande parte dos dias deste ano cansada (já tem um ano mas continua a acordar todas as noites) mas o riso da miúda bate qualquer contratempo.

A nível profissional, não mudei de emprego mas fui recrutada para um gabinete novo. Por vezes não me senti preparada para o desafio mas foi uma forma de enriquecer o meu currículo. Recebi elogios da minha chefe.

Ninguém da família morreu ou ficou gravemente doente, o que por si só já faz de 2014 um bom ano.
Que plano terá para mim o destino em 2015? Não sei. Só espero continuar aberta, leve e consciente de que tudo é provisório. Se a dor me alcançar, espero encontrar energia e sabedoria para a dominar. Não quero preocupações, culpas, negativismos. Quero ter força para dizer “Não” quando a situação o exigir, quero expressar os meus sentimentos e manter a minha saúde mental.

E quero aproveitar tudo ao máximo.

Comentários

Patricia Merella disse…
Olá Krasiva
Eu desde Abril que estou em casa de licença médica,consequencia de um acidente de moto que tive indo para o trabalho. Apesar de ter operado duas vezes,eu aprendi muito com tudo isto e te digo que foi o melhor que me aconteceu,tudo foi e tem sido suportável e aprendizagem e poder ficar mas tempo com meu filho não tem preço. Que seja feliz,com saúde e de vitórias teu novo ano,beijinhos
Ana Martins disse…
não te posso desejar um ano melhor do que o anterior porque suponho que o ano em que uma mulher é ãe deve ser concerteza o melhor da sua vida.
desejo-te a continuação de um 2014 maravilhoso, com a tua bébé a crescer cheia de saúde.
muitos beijinhos e vamos ver se também é este ano que tiro a carta:)

Mensagens populares deste blogue

E viva o 25 de Abril...

"Pessoas com vidas interessantes não têm fricote"

Calendário islâmico...